Notícias - Geral


14/09/2018 - 15h18

Debate examina gestão do uso dos medicamentos na Atenção Primária em Saúde

CRF-RS foi apoiador do evento, que teve como espectadores diferentes profissionais da saúde, e reforçou a importância da atuação clínica do farmacêutico para tornar mais efetivo o uso de medicamentos pela população, inclusive com análise de experiências exitosas na área.

        Impresso


Debate examina gestão do uso dos medicamentos na Atenção Primária em Saúde

O Ciclo de Debates Barbara Starfield é realizado mensalmente pela secretaria municipal de Saúde de Porto Alegre, enfocando diferentes temas relacionados ao atendimento em saúde. A edição realizada nesta quinta-feira, 13, no auditório do Ministério Público do RS, teve o CRF-RS como apoiador, em um debate que iniciou após a apresentação “Gestão do uso dos medicamentos na Atenção Primária em Saúde”, com o farmacêutico e professor licenciado pela UFPR, consultor e pesquisador nas áreas de serviços farmacêuticos e farmácia clínica, Cassyano Correr. 

Com ele, compuseram a mesa o secretário-adjunto de Saúde de Porto Alegre, Pablo Stürmer; o coordenador da Assistência Farmacêutica de Porto Alegre, Leonel Almeida; e o assessor de Relações Institucionais do CRF-RS, Everton Borges. Como frisou Almeida, “o ciclo de debates é composto por todos os coordenadores de Unidades da Atenção Básica de Porto Alegre, e a vinda do palestrante visa sensibilizar gestores quanto à atuação do farmacêutico clínico, demonstrando o impacto econômico da atuação deste para o sistema de saúde, abordando o impacto do medicamento e seu uso racional.”

Na visão de Everton Borges, uma das virtudes do evento foi trazer os aspectos do trabalho técnico farmacêutico com base na experiência de Curitiba, que teve há alguns anos um projeto estabelecido pelo Ministério da Saúde (MS) de implantação de consultórios farmacêuticos para atendimento clínico no município. Segundo ele, esse trabalho resultou no material Cuidado Farmacêutico na Atenção Básica [links abaixo], publicado pelo MS e que virou uma referência na área farmacêutica dentro do SUS, sendo a base da apresentação do farmacêutico Cassyano Correr, que esteve à frente do projeto. 

Borges também salientou a presença multiprofissional em saúde dos participantes do encontro. “Na plateia, além de farmacêuticos, tivemos muitos médicos, enfermeiros e odontólogos, que puderam receber essas informações que justificam a necessidade do farmacêutico além da logística do medicamento. Foi bastante ressaltada a atuação clínica deste profissional, na finalidade de tornar mais efetivo o uso dos medicamentos para resolver diversos problemas de saúde da população”, observou. 

Na sequência, foram apresentados os resultados obtidos com o modelo de consultas efetuado em Curitiba e o impacto que isso trouxe ao bem-estar das pessoas e à economia do município. “Os medicamentos trazem muitos problemas quando não são oferecidos de forma adequada e, principalmente, quando não há adesão do paciente e falhas em sua utilização”, disse o assessor de Relações Institucionais do CRF-RS.

Ainda na oportunidade, o Conselho Regional de Farmácia, de acordo com Borges, manifestou seu interesse em colaborar com as gestões no sentido de estimular capacitações aos farmacêuticos que atuam nas farmácias públicas. Igualmente, conforme ele, foram destacados “os esforços da autarquia em levar ao entendimento dos gestores e equipes de saúde que o farmacêutico é um integrante dessa equipe e, portanto, deve estar inserido nos serviços de saúde, não podendo ficar isolado mesmo quando executa atividades clínicas, pois estas devem compor a rotina das unidades de saúde.”

Cadernos sobre Cuidado Farmacêutico na Atenção Básica, que foram publicados pelo Ministério da Saúde:

1 - Serviços Farmacêuticos na Atenção Básica à Saúde

2 - Capacitação para Implantação dos Serviços de Clínica Farmacêutica

3 - Planejamento e Implantação de Serviços de Cuidado Farmacêutico na Atenção Básica à Saúde: A Experiência de Curitiba

4 - Resultados do projeto de implantação do cuidado farmacêutico no Município de Curitiba

Foto: SMS